Foi muito Teorema de Pitágoras para zero educação político-reflexiva.

Foi muito Teorema de Pitágoras para zero educação político-reflexiva. E isso faz de nós, hoje, de modo geral, massificado e preocupante, uma sociedade criança. Criança que derruba o castelinho sem mísera responsabilidade, que briga com o coleguinha que pensa diferente, que não sabe discutir sem rompimento, que separa o sócio do histórico, que ignora conceitos, que atira o brinquedo longe quando ele deixou de agradar, que empurra aquilo que o incomoda, que bate panela quando sua vontade não foi atendida, que não respeita o outro, que não divide os brinquedos, que não sabe esperar e que acha que o mundo gira ao redor do próprio umbigo e, principalmente, que dorme, uma noite inteira de sono, como se tudo que realizasse no dia não fosse nada mais do que coisa de criança. Sabemos que em qualquer triângulo retângulo, o quadrado do comprimento da hipotenusa é igual à soma dos quadrados dos comprimentos dos catetos, mas não conseguimos entender que um somatório de fatos históricos iguais tendem a resultar no mesmo fatídico desfecho. Que as bocas que hoje se enchem para criticar tudo e todos, amanhã serão, indiferentemente das bocas, proibidas de qualquer ação. Eu temo por nós, que, mais uma vez, mesmo com o avançado do tempo, seguimos os mesmos, frágeis crianças tão ou mais errantes que nossos pais.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *